29 de out de 2015

Resenha: O 6º alvo



James Patterson de novo Ana? Sim! Eu gosto muito do estilo dele de escrever e da forma como desenvolve a trama. É o tipo de escritor que prende a atenção do leitor mesmo.
6º alvo é mais uma história do Clube das Mulheres contra o Crime. Na prática, não é um clube formalizado, são quatro amigas que em suas áreas de atuação acabam contribuindo ou participando de alguma forma para a solução de crimes. A protagonista é a policial Lindsay Boxer e suas amigas são a médica-legista Claire, a advogada Yuki e a jornalista Cindy. É o terceiro livro que leio dessa série, que confesso, não é a minha preferida do autor (gosto mais de Alex Cross).

Esse livro tem dois dramas que correm paralelos. O primeiro deles é de um atirador maluco que dispara em uma balsa, matando algumas pessoas e ferindo outras. Entre os feridos está a amiga de Lindsay, Claire. O assassino logo se entrega e a história segue acompanhando o seu julgamento. 
O segundo é o sequestro de uma garotinha prodígio de cinco anos, filha de um rico e importante jornalista. Lindsay e seus companheiros da polícia correm contra o tempo para descobrir o paradeiro da garota e a identidade dos sequestradores.

Apesar da história ter me prendido, não foi o melhor trabalho de Paterson. O desfecho das duas histórias não me surpreendeu tanto. Gosto quando o final nem passou pela minha cabeça, mas não foi o caso. Mas isso em nada desmerece a história e qualquer fã do autor tem em 6º alvo mais uma leitura gostosa e envolvente. 

Os três primeiros volumes da série foram lançados pela Editora Rocco e não estão mais a venda. A Arqueiro lançou os volumes 4 a 9.

Os livros são independentes e você pode ler em qualquer ordem. Apenas alguns fatos da vida pessoal das quatro mulheres pode ficar perdido se você não leu os anteriores, mas a história principal, os crimes, não tem correlação.

Conheça os volumes 4 e 5:

4 de julho
5º Cavalheiro

Depois de 6º alvo, foram lançados: 

7º céu8ª confissão9º julgamento

27 de out de 2015

Resenha: Jurassic Park


"Em Jurassic Park, a dimensão do talento de Michael ultrapassa até mesmo a de seus dinossauros"
Steven Spielberg

"Um hábil thriller científico... Um pesadelo mordaz, em que a ciência corre solta."
The Wall Street Journal



Um dos melhores livros que li nesse ano, sem dúvidas.
Eu amo os filmes, eu amo livros e amo edições especiais, então, obviamente, eu não sosseguei até ter esse livro.
A editora Aleph fez uma edição maravilhosa e que possui extras como entrevista com o autor, imagens e um prefácio especial. Além disso, o livro ficou lindo! (Vejam as fotos).
A história é basicamente a do primeiro filme: Hammond, um milionário ambicioso, cria um parque de dinossauros e, como era de se esperar, tudo da errado.
Mesmo pra quem, como eu, já assistiu o filme 20 vezes, vale a pena ler o livro. Além de ter acontecimento diferentes, o livro é muito mais detalhista e explicativo. Várias coisas que ficam subentendidas na tela, são esclarecidas nas páginas.
Sem dúvida, uma das coisas que mais me agradou foi a profundidade da pesquisa que o autor fez, tanto na parte da genética, como na matemática.
O livro também me fez refletir muito sobre o ser humano. Ian Malcom, o personagem matemático, disserta muito sobre como não estamos acabando com o mundo, mas sim com nós mesmo e até onde nossa prepotência vai: achamos que somos donos de tudo, mesmo do que estava aqui bem antes de nós.

Simplesmente sensacional! 

Jurassic Park
Michael Crichton
Aleph,2015





22 de out de 2015

Resenha: A vida do livreiro A.J.Fikry



Passei dois dias revirando o site da editora para achar um livro do estilo exato que eu queria ler: um romance tranquilo e rápido para relaxar.

Mudei de título umas 6 vezes até que essa capa linda me chamou e me prendeu e o escolhido foi A vida do livreiro A. J. Fikry

É uma narrativa muito gostosa de ler quando você acabou de sair de uma leitura pesada (que era o meu caso) pois, embora tenha seus dramas, não força a cabeça (deu pra entender, né?).
A história é sobre um dono da única livraria de uma pequena cidade. Ele e a esposa abriram a loja e, após ela falecer, ele se torna amargo, embora não abra mão do sonho da loja. Até que uma pequena pessoa aparece em sua vida pra mudar tudo para sempre.

Gostei do livro porque trata de leitura, literatura e o amor pelos livros e não gostei porque no final tive a impressão que tinha várias coisas acontecendo e que nada foi narrado com a calma que precisava.
Não é aquele livro que você PRECISA ler nesse minuto, mas acho que é um título legal pra deixar na lista.


A VIDA DO LIVREIRO A. J. FIKRY
Gabrielle Zevin
Paralela, 2014

20 de out de 2015

Promoção: O Pulo da Gata - ENCERRADA


veja o resultado aqui



O novo livro da Fernanda França, O Pulo da Gata, pode ser seu: um exemplar autografado acompanhado de um marcador de páginas e um lindo bóton!


Para participar, basta residir no Brasil e seguir os passos abaixo (obrigatórios):

1. Curtir e compartilhar em modo público o post da promoção no facebook: encontre aqui

2. Comentar esta postagem, respondendo à pergunta: Por que você deve ganhar o super kit de O Pulo da Gata? (serão válidos os comentários postados até o dia 30.11.2015)

E ainda: 

-Curtir a Estante da Ana no facebook: aqui

-Curtir a fanpage da escritora Fernanda França: aqui

O autor da resposta mais criativa vai receber em sua casa um lindo kit, contendo o livro autografado, o marcador de páginas e o bóton.

Entre os demais participantes, sortearemos cinco pessoas que receberão um marcador de páginas e um bóton cada uma. 

O vencedor será escolhido entre os participantes que cumpriram todas as regras da promoção. Caso algum dos cinco sorteados não tenha cumprido uma das etapas, será imediatamente desclassificado e será realizado novo sorteio.

Os vencedores serão divulgados no blog e na página da Estante da Ana entre os dias 01 a 04/12/2015.  Eles terão 5 (cinco) dias para entrar em contato e informar o seu endereço para envio do livro.

A Estante da Ana terá o prazo de 10 (dez) dias para enviar o prêmio para o endereço informado.

A escolha da resposta mais criativa será realizada pelos responsáveis pelo blog.

Esta promoção é realizada única e exclusivamente pelo blog Estante da Ana. A autora do livro participa apenas autografando gentilmente o exemplar que premiará o vencedor, não tendo qualquer vínculo ou responsabilidade nesta promoção, assim como a editora Essência.

2 de out de 2015

Resenha: Bartleby, O Escrivão


Pensa naquele livro que você precisa ter, mesmo que nunca pretenda ler, você precisa comprar.
Esse era o meu.

Não vou poder contar muito da história porque eu ainda não li, mas o projeto desse livro é sensacional. Vamos por etapas acompanhadas de fotos:

1-Na hora de comprar o livro, ele vem embalado com a etiqueta “acho melhor não comprar”, ou seja, eu comprei.







2-  Depois de criar coragem para abrir o plástico (com cuidado para não estragar a etiqueta que tem todo o contexto do livro), é preciso descosturar para abri-lo. Sim, o livro vem costurado com linhas e é preciso puxá-las.



3- Quando finalmente abrimos, não há texto, as páginas são todas cinzas, imitando uma parede.





4- Aí você acha tipo uma régua de plástico, que serve para “rasgar” as páginas duplas e, assim, encontrar o texto.






E o mais legal de tudo é que todo esse trabalho faz parte do contexto do livro! É a história de um escrivão de Wall Street que passava os dias virado para uma parede, sem interagir com ninguém.

Para quem trabalha com e aprecia livros, ver um projeto tão diferente e significativo assim, é simplesmente sensacional.

Esse projetos especiais da Cosac nunca decepcionam!


BARTLEBY, O ESCRIVÃO - Uma história de Wall Street
Herman Melville
Cosac