28 de jul de 2016

Resenha: Um novo amanhã - Trilogia A Pousada I

Um novo amanhã
Nora Roberts
Arqueiro, 2016


SINOPSE
A tradicional pousada da cidade de Boonsboro já viveu tempos de guerra e paz, teve diversos donos e até sofreu com rumores de assombrações. Agora ela está sendo totalmente reformada, sob direção dos Montgomerys, que correm para realizar a grande reinauguração dentro do prazo. 

Beckett, o arquiteto da família, é um charmoso conquistador que passa a maior parte do tempo falando sobre obras, comendo pizza e bebendo cerveja com seus irmãos Ryder e Owen. Atarefado com a pousada, ultimamente nem tem desfrutado de uma vida social decente, mas pretende mudar logo isso para atrair a mulher por quem é apaixonado desde a adolescência.
Depois de perder o marido na guerra e retornar para Boonsboro, Clare Brewster leva uma vida tranquila cuidando de sua livraria e dos três filhos. Velha amiga de Beckett, ela volta a se reaproximar dele ao ajudar nos preparativos da pousada. 
Em meio a essa apaixonante reconstrução, rodeados de amigos, Beckett e Clare passam a se conhecer melhor e começam a vislumbrar um futuro novo e promissor juntos. 
Neste primeiro livro da trilogia A Pousada, Nora Roberts apresenta o romântico Beckett Montgomery, que, ao buscar realizar o sonho de sua família, acaba deparando com um amor que pensava estar esquecido.

Ler Nora Roberts é sempre uma delícia... histórias lindas e leves, daquelas que nos fazem esquecer de problemas e apenas saborear o romance. Mulheres fortes e decididas e homens apaixonantes. Um novo amanhã, o primeiro volume da trilogia A Pousada, não foge a regra. 

Clare Brewster é uma jovem viúva com três filhos pequenos que além de cuidar dos meninos ainda administra com sucesso uma livraria na cidade de Boonsboro. Beckett Montgmery é um arquiteto que, ao lado dos irmãos, está reformando uma propriedade da família para transforma-la em um linda e cativante pousada. Ahh... ele também é apaixonado por Clare desde a adolescência!

A história se desenrola entre os muitos detalhes da obra (que para mim foram um pouco cansativos) e a aproximação do casal e de Beckett com os filhos da amada. Mas para não deixar tudo muito meloso, surge uma ameaça a felicidade do casal e principalmente, a integridade física de Clare quando um admirador passa do ponto e chega a obsessão. Momentos de tensão na linda história do casal.

Também fazem parte da trama a amiga de infância de Clare, Avery, os irmãos de Beckett, Owen e Ryder e a recém chegada gerente da pousada Hope. Já imaginamos ai os casais da continuação da trilogia, certo?

O segundo volume é O Eterno Namorado lançado recentemente e que terá como foco, Avery e Owen. O último livro é O Par Perfeito, ainda não lançado por aqui.

Leia aqui um trecho e Um novo amanhã.


"Nora tem habilidade para captar as nuances masculinas e inseri-las em seus heróis. Um novo amanhã leva o leitor a celebrar o amor, dando-lhe uma sensação acolhedora, aconchegante"
USA Today




24 de jul de 2016

Dica de leitura: Rick Riordan para adultos

Tequila Vermelha
Rick Riordan
Record, 2011

Quando me deparei com esse livro,  não tive dúvidas em comprá-lo, afinal eu adoro a escrita de Rick Riordan. Mesmo estando longe de ser seu público alvo com a série Percy Jackson, a maneira com que Riordan conta as histórias me cativou totalmente.
Rick Riordan para adultos? É claro que entraria na minha lista. 

Tequila Vermelha é o primeiro dos sete romances protagonizados por Tres Navarre. A história é narrada pelo protagonista que retorna a sua cidade natal após dez anos do assassinato, não esclarecido, de seu pai. Uma das características que gosto no autor se mostra bem marcante nessa história também: o bom humor (e doses ótimas de sarcasmo). 
Conheça a história e se aventure por ela também.


Conheça TRES NAVARRE...
ÁVIDO BEBEDOR DE TEQUILA,
MESTRE EM TAI CHI,
DETETIVE PARTICULAR SEM LICENÇA E COM UMA QUEDA POR PROBLEMAS DO TAMANHO DO TEXAS.


SINOPSE:
Quando Jackson “Tres” Navarre e seu gato Robert Johnson, que adora uma ENCHILADA, chegam à cidade de San Antonio, são recepcionados por uma quantidade enorme de problemas!

Navarre deixou a cidade e as memórias do assassinato do pai para trás, há dez anos. Agora ele está de volta, e quer encontrar respostas. Mas quanto mais Tres se aprofunda na busca por razões que afastem suas suspeitas, mais o crime do passado volta ao presente, e aumentam as complicações que o rodeiam: envolvimento com a máfia, subornos em empreiteiras e astutos jogos políticos.

Fica cada vez mais óbvio que Tres mexeu em um vespeiro! Ele é baleado, atacado, depois atropelado por um Thunderbird azul… E, ainda por cima, sua antiga (e ainda desejada) namorada está desaparecida. Tres precisa resgatar a moça, entregar os assassinos do pai à justiça e dar o fora antes que a máfia texana o alcance. As chances de ele continuar vivo nunca pareceram tão distantes…





O próximo livro da série é a Dança do Viúvo, também publicado pela Record.





Sete livros compõem a série Tres Navarre:



20 de jul de 2016

Resenha: A garota na teia de aranha - Millennium 4

A garota na teia de aranha
David Lagercrantz
Companhia das Letras, 2015

SINOPSE:
Uma muralha virtual impenetrável: é assim que se pode definir a rede da NSA, a temida agência de segurança americana. Quando a mensagem "Você foi invadido" piscou na tela de Ed Needham, responsável pelos computadores que guardam alguns dos maiores segredos do mundo, ele custou a acreditar. A tentativa de localizar o criminoso também não trazia frutos, as pistas não levavam a lugar nenhum, cada indício terminava num beco sem saída. Que hacker seria capaz de algo assim ?Para o leitor que acompanha a série Millennium, criada por Stieg Larsson, só há uma resposta possível: a genial e atormentada justiceira Lisbeth Salander está de volta. Mas por que Lisbeth, uma hacker fria e calculista que nunca dá um passo sem pesar as consequências, teria cometido um crime gravíssimo e ainda provocado de forma quase infantil um dos maiores especialistas em segurança dos Estados Unidos ? Depois de finalmente se livrar da polícia sueca e de todas as acusações que pesavam sobre si, que motivo ela teria para se atirar em outro lamaceiro político ?
É o que se pergunta Mikael Blomkvist, principal repórter da explosiva revista Millennium,além de amigo e eventual amante de Lisbeth. Mas Blomkvist precisa lidar com seus próprios demônios: afundada numa crise sem precedentes, a revista foi comprada por um grupo que pretende modernizá-la. Nada mais repulsivo ao jornalista que prefere apurar e pesquisar suas histórias a ceder às demandas e ao ruído das redes sociais. Ainda assim, há tempos o repórter não emplaca um de seus furos, e por isso não hesita em sair no meio da madrugada para atender a um chamado que promete ser a grande história de sua carreira. 
Presos a uma teia de aranha mortífera. Lisbeth e Blomkvist terão mais uma vez que unir forças, agora contra uma perigosa conspiração internacional.


A trilogia Millenninum de Stieg Larsson é para mim a melhor que já li. Resumo em uma única palavra: genial. Quando soube que um outro escritor estava continuando a história de Lisbeth e Mikael confesso que fiquei muito apreensiva. Como alguém poderia continuar mantendo a alta qualidade?

Quem assumiu essa tarefa foi o escritor sueco David Lagercrantz, repórter policial e autor de diversos romances. Nesse quarto volume da ex-trilogia, agora série Millennium, Lisbeth Salander está de volta! Em A Garota na Teia de Aranha, Lisbeth invade a rede da NSA, agência de segurança americana e um gênio da inteligência artificial é assassinado na frente do filho portador de um distúrbio psicológico (semelhante ao autismo) e com habilidades incríveis para números e desenhos. E quem acaba se envolvendo em todo esse cenário é o jornalista Mikael Blomkvist.

Enfrentando uma péssima fase profissional, Mikael está sendo considerado ultrapassado e está sem escrever uma boa história há tempos. Ele vê nesse estranho caso a chance de retomar sua carreira, ainda mais quando seu caminho cruza com sua amiga Lisbeth, que faz questão de não manter contato com ele.

A Garota na Teia de Aranha envolve espionagem digital, roubo de informações valiosas, organizações criminosas e fantasmas do passado de Lisbeth.

Se David Lagercrantz conseguiu fazer juz a genialidade de Stieg Larsson? Depois de 464 páginas eu posso afirmar que sim! Ele explorou os traços marcantes da personalidade de Lisbeth como alguém que a teria criado, escreveu uma história rica em detalhes, assim como Larsson e se o leitor não souber da “troca” de escritor, possivelmente nem perceberia que foi outra pessoa que continuou a história.

Comecei com medo de me decepcionar e isso não aconteceu!

18 de jul de 2016

Resenha: Tá todo mundo mal

Tá todo mundo mal
Jout Jout
Companhia das Letras, 2016

Sinopse
Do alto de seus 25 anos, Julia Tolezano, ou Jout Jout, já passou por todo tipo de crise. De voltar frustrada das festas da adolescência por não ter encontrado o príncipe prometido por sua mãe a não fazer a menor ideia de que carreira seguir. Neste primeiro livro, ela reuniu suas "melhores" angústias em textos tão espirituosos e iluminadores quanto os vídeos do seu canal no YouTube.
Família, corpo, inseguranças, relacionamentos amorosos, trabalho, onde morar ou mesmo o que fazer com os sushis que sobraram no jantar são algumas das questões que ela levanta e com as quais todos nós podemos no identificar e até nos confortar – por nada como conhecer uma crise alheia para aliviar nossas próprias neuras.

Não sou muito de acompanhar canais do YouTube, os vídeos da JoutJout são os únicos que eu realmente gosto! Por isso, eu estava extremamente ansiosa para ler o Tá todo mundo mal.
Falando primeiro da parte gráfica do livro: tanto a capa quanto o miolo me agradaram bastante. Achei que ambos abordaram uma proposta bem moderna e jovial, perfeita para o público-alvo principal.

Quanto ao conteúdo: a autora reuniu diversas crises que surgiram ao longo de sua vida e fez um livro de crônicas. Os capítulos são bem curtos e objetivos que tratam a crise em questão: faculdade, carreira, namoros, amigos, insegurança e muitas outras coisas que, certamente, todos nós já passamos.

Quem conhece os vídeos consegue até "ouvir" a voz da autora enquanto lê. Ler o que ela escreve é como assistir o canal no youtube e, por esse motivo, imagino que os seguidores do canal tenham se sentido bem íntimos enquanto liam.

Eu gostei muito! Me identifiquei em cada crise e achei o livro engraçado e dramático na medida certa... é uma das únicas youtubers que eu fiquei realmente feliz ao ver que tinha conteúdo para ser colocado em páginas impressas.

Mas tem uma coisa que me decepcionou um pouco: eu acho que ela tem muito mais coisa interessante pra falar do que foi explorado nesse livro. Todos os capítulos são muito parecidos com algum vídeo que ela já tenha publicado, então o conteúdo ficou um pouco repetitivo. Isso não me incomodou, mas eu gostaria de ler sobre os assuntos mais sérios que ela trata no canal como igualdade social entre gêneros e raças.

Num balanço geral, eu gostei bastante, mas estava esperando uma leitura mais profunda.

16 de jul de 2016

Resenha: Você pode ter uma vida saudável



Você pode ter uma vida saudável
Louise Hay
Ahlea Khadro - Heather Dane
Academia, 2016

Sinopse:
"A autora do best-seller Você pode curar sua vida apresenta a solução definitiva para ser saudável. Durante décadas, a autora best-seller Louise Hay tem transformado a vida das pessoas, ensinando-as a ultrapassar seus limites e a encontrar soluções. Agora, juntamente com as especialistas em saúde natural e nutrição, Ahlea Khadro e Heather Dane, Louise revela o outro lado do seu segredo para a saúde, felicidade e longevidade: uma vida rica em nutrientes. Ao contrário de qualquer outro livro de saúde que você já leu, este trabalho transcende modismos e tendências e abandona dogmas para trazer um sistema simples, mas profundo, para curar seu corpo, mente e espírito. Suave e direto como Você pode curar sua vida, Louise, Ahlea e Heather mostram-lhe como melhorar a saúde, o humor e a energia. Em Você pode ter uma vida saudável será possível explorar os segredos usados há décadas por Louise Hay para alinhar seu corpo e a sua mente, descobrir o que realmente significa nutrição, aprender a ouvir os sinais que seu corpo revela diariamente, e, por fim, descobrir técnicas para a longevidade, vitalidade e bom humor necessários em todas as fases da vida."

Você pode ter uma vida saudável é um dos livros que recebi como parceira da Editora Planeta. E não poderia ter vindo em melhor hora. Meu marido e eu estamos em um fase de buscas para melhorar nossa qualidade de vida e os ensinamentos de Louise são sensacionais. Nesse novo livro, a autora inicia com uma proposta: Comece sua própria história de amor! Aos 88 anos de idade, Louise apresenta conselhos e informações muito úteis e baseadas em sua própria experiência e não em modismos. Você não vai encontrar nesse livro "dietas da moda" ou receitas milagrosas, mas pequenas mudanças que começam com nossos pensamentos, afetam nossas atitudes e que fazem a grande diferença na vida. Eu nunca fui adepta de dietas radicais (impossível mantê-las) e acredito na (nada fácil) mudança de atitudes. Esse livro é um grande aliado nesse processo. Se você pensa como eu, esse livro é para você também!

Você pode ter uma vida saudável apresenta além de uma nova forma de pensar, o poder da meditação e informações valiosas sobre alimentos, exemplos de pacientes, amostras de cardápios e até receitas. 

"Muitos de vocês disseram para mim: "Você parece tão jovem e cheia de vida". Ou: "Quero ser saudável como você quando envelhecer". Nesse livro, compartilharei exatamente o que faço. Para mim, esse é o próximo passo na mudança de pensamentos. É mudar o estilo de vida para um estilo que se concentra em nutrir e tratar do corpo com amor". 
Louise Hay

Participaram desse livro ao lado de Louise, a especialista em Nutrição, Medicina Holística e técnicas terapêuticas e emocionais AHLEA KHADRO e a coach de saúde e especialista em resolução de condições crônicas de saúde, vícios e desequilíbrios emocionais HEATHER DANE. 

Conheça Louise Hay
Autora motivacional e fundadora da Casa Hay, uma casa de publicações literárias. Louise lançou vários livros de autoajuda, sendo considerada uma das precursoras deste tipo de literatura.
Palestrante e professora de metafísica, iniciou sua carreira como ministra da Ciência da Mente, em 1981, já ajudou milhões de pessoas a descobrir e usar todo o seu potencial criativo para o crescimento pessoal e a autocura. É uma das autoras mais vendidas da história no mercado editorial em todo o mundo. Desenvolveu padrões positivos de pensamentos para reverter o avanço das diversas doenças. Começou a viajar pelos Estados Unidos ministrando workshops sobre como amar nós mesmos e curar nossas vidas.

4 de jul de 2016

Resenha: A garota perfeita

A Garota Perfeita
Mary Kubica
Planeta, 2016


SINOPSE:
Mia, uma professora de arte de 25 anos, é filha do proeminente juiz James Dennett de Chicago. Quando ela resolve passar a noite com o desconhecido Colin Thatcher, após levar mais um bolo do seu namorado, uma sucessão de fatos transformam completamente sua vida. Colin, o homem que conhece num bar, a sequestra e a confina numa isolada cabana, em meio a uma gelada fazenda em Minnesota. Mas, curiosamente, não manda nenhum pedido de resgate à familia da garota. O obstinado detetive Gabe Hoffman é convocado para tocar as investigações sobre o paradeiro de Mia. Encontrá-la vira a sua obsessão e ele não mede esforços para isso. Quando a encontra, porém, a professora esté em choque e não consegue se lembrar de nada, nem como foi parar no seu gélido cativeiro, nem porque foi sequestrada ou mesmo quem foi o mandante. Conseguirá ela recobrar a memória e denunciar o verdadeiro vilão desta história?

Minhas expectativas para esse livro estavam super altas! Ouvi várias pessoas comentando e foi um dos livros mais vendidos nos Estados Unidos. Talvez tenha sido por isso que eu demorei um pouco para "engatar" na leitura... até a página 80 eu estava demorando pra me entusiasmar com a história. Mas, depois desse ponto, li todo o resto o mais rápido que consegui!
A história gira em torno de 4 personagens principais: 
Mia, uma professora de 25 anos que tem uma relação bem complicada com sua família e que foi sequestrada.
Eve, a mãe de Mia. Uma britânica que se apaixonou e foi para os Estados Unidos construir a família perfeita que o marido queria. Atualmente, vive um casamento infeliz com James, um juiz que só se importa com as aparências sociais.
Gabe, o detetive do caso do desaparecimento de Mia e que fica totalmente obcecado pela ideia de encontrar a garota.
e Colin, o sequestrador de Mia. Um sujeito com muitas dificuldades financeiras e envolvido em negócios sujos.
O romance é um thriller bem agitado, suspense e dúvidas pairam por todas as páginas.
Um diferencial que me agradou muito foi como a narrativa se desenvolve: são três narradores que se alternam a cada capítulo: Eve, Gabe e Colin. Além disso, há também a mistura entre passado e presente, ou seja, os capítulos são intercalados entre os dois tempos. Na minha opinião, essa estratégia deixa o leitor muito mais ansioso e desperta a criatividade, já que vamos criando novas teorias do que aconteceu com Mia até o final do livro.
Os capítulos narrados por Colin foram os melhores para mim. Principalmente por Mia estar com ele, são os que despertam mais sentimentos, perguntas e respostas para o leitor.
O convívio entre Mia e Colin é uma coisa que não tinha me agradado em nada durante o livro... até o último capítulo. Que esconde um final surpreendente e que aquietou as minhas possíveis ressalvas ao livro.

A produção do livro também foi muito bem feita. A capa está linda, a tradução foi muito boa e as revisoras fizeram um ótimo trabalho.

É um livro que, com certeza, merece ser lido!